ESTATUTO DA IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS / BA

CAPITULO I
DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE E FINS


ARTIGO 1º.
 –  A Igreja Batista Emanuel em Alagoinhas / Ba, doravante, neste Estatuto designada “ IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS ”, constituiu-se no dia 24 de Outubro de 2010, por tempo indeterminado e com numero ilimitado de membros, Pessoa Jurídica de Direito Privado, sem fins lucrativos, com sede provisória à Rua 15 de Novembro, 654, Bairro 15 de Novembro, CEP 48050010 e foro na Cidade de Alagoinhas, Estado da Bahia.

ARTIGO 2º. – a “ IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS ”, reconhece e proclama Jesus Cristo como seu único Salvador e Senhor, aceita a Bíblia Sagrada como única regra de fé e prática e adota a Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira.

ARTIGO 3º. – A “ IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS ” tem as seguintes finalidades:

a-A pregação do Evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo, a todas as pessoas;

b-Manter a comunhão entre os seus membros e congregados, nos termos dos preceitos do Evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo;

c-Colaborar no desenvolvimento da Obra Missionária ;

d-Abrir novas frentes evangelísticas, através da manutenção de pontos de pregações e congregações, dentro do território nacional e ou fora dele;

e-Desenvolver atividades de assistência social, cultural e educacional em todos os níveis e áreas do conhecimento podendo, ser mantenedora de instituições educacionais;

f-Conduzir seus membros a viverem de forma sadia, moral e ética, nos termos dos padrões das Sagradas Escrituras.

CAPITULO II
DA ADMISSÃO, DEMISSÃO E EXCLUSÃO DOS MEMBROS


ARTIGO 4º
. – Poderão ser admitidos como membros da “ IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS ”, pessoas que preencham as seguintes condições:

a-Possuírem uma experiência pessoal de conversão e regeneração, por meio da fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas;

b-Aceitem a Bíblia Sagrada como única regra de fé e prática;

c-Aceitem voluntariamente e sem qualquer contestação as doutrinas bíblicas professadas pelaIGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS

d-Tenham o estado civil regularizado, nos termos do Código Civil Brasileiro;

e-Aceitem a disciplina da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS , e tenham um bom testemunho publico;

f-Aceitem a Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira;

g-Sejam batizados biblicamente e por imersão.

§ 1º. – Serão admitidas na condição de membros, as pessoas que forem aceitas pela Assembléia Geral por votação da maioria absoluta dos membros da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS

§ 2º. – Serão readmitidos ao rol de membros, aqueles que atendam as exigências das alíneas (b) e (d) do presente artigo e tenham solicitado através da Departamento de Reintegração de Membros ligado ao Ministério de Integração e Comunhão, que apreciará e deliberará sobre o assunto em Assembléia Geral, ouvindo-se o parecer do Conselho de lideres.

ARTIGO 5º. – O ingresso de membros na IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS , obedecerá a um dos seguintes processos:

a-Pública profissão de fé e batismo;

b-Carta de transferência e/ou reconciliação de outra Igreja Batista, que tenha a mesma doutrina,  disciplina e pertença a uma Convenção Batista Brasileira ou Convenção Batista Baiana;

c-Pedido de reconciliação;

d-Aclamação, quando vindo de outra denominação que tenha princípios bíblicos e doutrinários compatíveis como professado por esta IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS.

ARTIGO 6º. – O desligamento de membro da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS, obedecerá a um dos seguintes motivos:

a-Falecimento;

b-A seu pedido e por escrito;

c-Concessão de carta de transferência para outra Igreja Batista da mesma fé e ordem;

d-Exclusão, quando for caracterizada a justa causa.

ARTIGO 7º. – A IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS, através da Assembléia Geral, se reserva, no direito de excluir, por justa causa, qualquer membro que deixe de observar, a juízo dela, os deveres constantes  neste Estatuto:

§ 1º. – A justa causa é caracterizada pelos seguintes fatos:

a-Defender e professar doutrinas ou práticas que contrariem a Declaração Doutrinaria da Convenção Batista Brasileira;

b-Abandono sem qualquer justificativa por período excedente a 6 ( seis ) meses corridos;

§ 2º. O membro que incorrer nas praticas constantes do parágrafo 1º. , será submetido à Comissão Especial que após dar por encerrado o seu trabalho, trará parecer ao Conselho de Lideres, e será levado a Assembléia Geral da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS.

§ 3º. Aquele que deixar de ser membro da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS, não terá direito  a usufruir qualquer vantagem em função de sua participação ao longo do tempo que foi membro, bem como não terá qualquer obrigação para com a IGREJA, no tocante a sua manutenção.

 

CAPÍTULO III
DOS DIREITOS E DEVERES DOS MEMBROS

ARTIGO 8º.  – São direitos dos membros da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS:

a-Participar de todas as atividades da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS;

b-Votar e ser votado para cargos e funções, com exceção daqueles que não tiverem a capacidade civil nos termos do Código Civil Brasileiro;

c-Tomar parte nas Assembléias Gerais Ordinárias e Extraordinárias;

d-Defender-se de qualquer acusação que lhe tenha sido feita perante a Assembléia com amplo direito de defesa;

e-Receber assistência espiritual e ajuda material, quando necessário, dentro das possibilidades da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS

§ Único – Os assuntos que dependerem da capacidade civil dos membros, serão deliberados conforme determinação do Código Civil.

ARTIGO 9º. – São deveres dos membros da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS:

a- Contribuir regularmente com seus dízimos e ofertas para que a IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS atinja os seus objetivos e cumpra a sua Missão;

b-Manter sua disciplina cristã pessoal e acatar as normas da IGREJA BATISTA EMANUEL EM ALAGOINHAS, bem como os princípios bíblicos por ela ensinados;

c-Ser correto em suas transações, fieis em seus compromissos e exemplares na sua conduta;

d-Evitar a detração, a difamação, a calúnia e a injúria;

e-Exercitar os dons e talentos de que são dotados;

f-Exercer com zelo e dedicação os cargos para os quais foram el